Entrando em forma com Stand Up Paddle

Stand-Up-Paddle

 

Fui passar o fim de semana no Rio de Janeiro e não deu outra: três dias seguidos fazendo stand up paddle! É impossível resistir.

Vocês já fizeram?! É a melhor coisa da vida! OK, meu bolso não acha tão maravilhoso assim – uma hora de SUP custa, em média, R$50 –, mas a gente faz um sacrifício de vez em quando. É tão relaxante e libertador estar lá no meio do mar que nem percebemos que estamos nos exercitando. A lembrança só vem mesmo algumas horas depois ou no dia seguinte, quando as coxas começam a doer um pouquinho, o abdômen, os braços… hehe. Mas vale a pena porque fica tudo durinho!

Eu me empolguei tanto fazendo SUP que sequer lembrei de tirar foto. =( Mas, tudo bem, as coisas boas ficam registradas na memória e no coração. Isso que importa.

Stand up paddle no Rio de Janeiro

Essa foto foi da outra vez que fiz SUP no Rio…

Todo lugar que tem praia ou lagoa e que encontro esse esporte, tento praticá-lo. Só não consegui convencer meu noivo ainda a se jogar nele, mas quem sabe durante a lua de mel. Hehe Ele diz que é muito grande e não consegue ter equilíbrio. Bobagem. É só questão de prática e persistência. No primeiro dia levei mais tombo que qualquer outra coisa. Ainda hoje caio. E me divirto horrores!

#Dica: Um truque que os instrutores ensinam para termos mais equilíbrio na hora de ficar em pé é olhar sempre para o horizonte, evitando olhar para baixo. 😉

Para trazer um pouco mais de informação para vocês sobre esse esporte, peguei parte da reportagem que saiu nessa última edição da revista NatueMag:

Stand Up Paddle (SUP)

Uma modalidade de fácil acesso para quem está na praia ou próximo a lagoas e represas. Para amadores, pode-se gastar, em média, 400 kcal para uma hora de treino.

Benefícios do Stand Up Paddle

Melhora das capacidades físicas e manutenção do condicionamento físico, além disso, há um contato grande com a natureza, ajudando também no conforto mental.

A educadora física, Ludmila Tavolaro, explica que a modalidade é bastante democrática, não tem pré-requisitos, tampouco contraindicações e pode ser praticada por todos. “Basta uma prancha compatível com seu peso e altura e um remo, além das instruções iniciais de um profissional especializado”.

O SUP tem maior ênfase no condicionamento dos ombros, costas e abdôme e o seu grande diferencial pode ser considerado a mistura da atividade física e o lazer. “Proporciona convívio social, entre amigos e familiares e, contato com a natureza”, conta Ludmila.

Look básico: roupas confortáveis e de praia, que ajudem a reduzir a exposição da pele ao sol.

Então, da próxima vez que você tiver oportunidade, se jogue no SUP, belê?! Você vai amar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s