Programa de intercâmbio: O que é Au pair?

viajar

Oi gente, tudo bem?

Não sei se muitos de vocês chegaram e ler, mas há um tempo fiz um post falando se é verdade que intercâmbio engorda ou não (pois tem uma galeeeera achando que vai engordar se for morar lá fora por um tempinho). Bom, por causa desse post, recebi alguns e-mails perguntando que tipo de intercâmbio que eu fiz e pra onde eu fui, por isso resolvi falar um pouquinho sobre essa experiência e tentar tirar algumas dúvidas…

Fiz intercâmbio em Minnesota, EUA, de 2008 a 2010. Fui num programa de Au Pair. Foi uma experiência incrível e super indico. É uma maneira barata e conveniente de vivenciar uma nova cultura e aperfeiçoar um idioma. Esse tipo de programa é ideal para quem não tem condição de bancar um intercâmbio tradicional. Claro, hoje em dia você consegue, pagando razoavelmente pouco, fazer intercâmbios de um mês, mas no au pair você fica um ano, com a possibilidade de renovar por mais um.

intercambio minnesota au pair 1

O que é Au Pair?

Na minha época, esse programa de intercâmbio era para pessoas de 18 a 26 anos. Pesquisando, encontrei que hoje a faixa etária limite passou para 28 anos. Mas ó, tem que gostar de crianças senão não rola. A principal função da au pair (ou do au pair) é cuidar dos pequenos. Mas calma, você não vai ser simplesmente uma babá. Não é isso. Você vai ser tipo a “big sister”. Vai fazer parte da família, morar com eles, participar de atividades familiares, enfim, viver o dia a dia de uma família americana, francesa, espanhola ou seja lá o lugar para onde você escolher ir.

Essa é a minha pequena (que hoje está grandona, uma mocinha linda), explicando para amiguinha o que era eu uma au pair (isso foi no meu terceiro dia com eles, em 2008):

Por que ir?

Como disse, o Au Pair é um programa de intercâmbio super ecoômico, que reúne de uma só vez trabalho, estudo e diversão. Como mencionado anteriormente, você não vai ser simplesmentes a babá. Ok, vai receber semanalmente um salário por cuidar das crianças, mas também vai receber uma bolsa de estudos paga pela família e todo o suporte de sobrevivência, ou seja, transporte para a escola/faculdade, alimentação e moradia. No meu caso, tinha carro para ir até pras baladas (claro, a gasolina era por minha conta quando o objetivo não era estar com as crianças ou estudar).

whasington au pair

A experiência

Foi a melhor experiência da minha vida. Claro, como em qualquer lugar, é uma experiência passível de altos e baixos e, principalmente, de problemas. Mas tive a sorte de conviver com duas famílias muito boas, que me receberam muito bem e que, acima de tudo, se mostraram muito amistosas. Conflitos acontecem em todos os lugares e lá não ia ser diferente, mas todo tipo de experiência é bom para ajudar a crescer, não é verdade? Resolver problemas na barra da saia da mamãe é fácil. Lá fora, em um país que não é o seu, em uma cultura que não é a sua, a coisa é bem diferente. Mas é inspiradora.

Além do aprendizado, esse programa te proporciona muuuuita diversão. Tive a chance de viajar muito pelos Estados Unidos. Tenho amigas que viajaram até para outros países durante o programa. Conheci lugares que jamais imaginei conhecer, vivi experiências que nunca achei que fosse viver. Fiz amizades que vou levar para a vida inteira. É muito bom.

As vantagens

Alimentação e hospedagem inclusos

Remuneração em dinheiro

Cursos de idiomas nas horas livres

Possibilidade de passeios e viagens nas folgas

Convivência com família típica local

Se empolgou? Eu sempre me empolgo quando falo sobre isso. Hehe. Bom, se você ficou a fim de embarcar como au pair, a dica é se preparar pelo menos 6 meses antes. Procure uma agência confiável. Eu fui pela C.I.. Confesso que não gostei muito da Au Pair Care (agência americana que te dá suporte nos EUA), mas há outras agências extrangeiras que trabalham em parcerias com as daqui. O importante é escolher bem a agência brasileira, pois ela te dará ainda mais apoio quando a de lá falhar, e olha, vou te contar, pode falhar. Tive a imensa boa sorte de ter uma agência bacana aqui no Brasil me dando suporte quando precisei.

#Dica: Não escolha a família simplesmente pelo local onde ela vive. Califórnia pode parecer maravilhoso, mas o Texas, por exemplo, pode te surpreender muito mais. Minnesota fez isso comigo. O importante é você se identificar com a família. Veja a receptividade dela, o interesse dela no momento do telefonema, nas trocas de e-mails. Não vá escolhendo logo de cara só porque ela mora na praia ou ao lado da Disney.

Bom, vou ficando por aqui. Outra hora volto para falar mais sobre essa experiência, contar coisinhas de lá e tirar algumas dúvidas, caso vocês tenham. Ah, olha só o videozinho que mandei pra segunda host Family quando vim embora…

Beijo Beijo

Anúncios

13 pensamentos sobre “Programa de intercâmbio: O que é Au pair?

    • Nossa, põe saudade nisso!!!

      Foi uma experiência incrível! Mesmo que por vezes quisesse matar os pestinhas hahahahah Mas foi muuuuuito legal! 😉

      Thanks pela visita!

      Beijos

  1. Pingback: Encarando um tornado – Dicas | Entre Balanças e Andanças

  2. Pingback: Amigos brasileiros atrapalham o intercâmbio?

  3. Pingback: Au Pair: Saiba o que é esse programa de intercâmbio

  4. Pingback: Programa de Au Pair Masculino

  5. Pingback: Viajar e fazer intercâmbio favorecem a criatividade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s